Case

Integrações bancárias open banking fomentam soluções que reduzem o esforço operacional da Softplan e de seus clientes

Utilizada por mais de 3.000 clientes entre construtoras e incorporadoras, a plataforma investe em integrações Open Banking para automatizar processos e otimizar a rotina de seus clientes, permitindo que o processo seja totalmente automatizado e em tempo real.

Ficha do Case - Softplan


A abrangência da Softplan no mercado

A Softplan é uma das maiores empresas de software do país. Atua desde 1990 no desenvolvimento de softwares de gestão empresarial e gestão pública, desenvolvendo soluções corporativas para diversos segmentos, como justiça, indústria da construção, saúde e administração pública. Suas soluções estão presentes em todo o Brasil, e em países da América Latina e dos Estados Unidos. A Magrathea colabora continuamente desde 2018 em desafios para melhorias de processos, automatizações e integrações com a plataforma.

Desafio de negócio

As tarefas bancárias de contas a pagar e contas a receber são operações rotineiras dos clientes do Sienge Plataforma, além das questões administrativas e de gestão destas operações. Os times da Softplan e dos clientes precisam realizar uma série de tarefas manuais e de esforço complexo, que está dentro de um processo moroso, sendo impactado ainda pelos processos dos próprios bancos. Há ainda um esforço coletivo de todas estas partes para adaptar as soluções bancárias do Sienge Plataforma às necessidades dos clientes. Este processo propicia falhas e um esforço operacional degradante, com diversos pontos que poderiam ser melhorados para facilitar e dar mais segurança aos processos, aos envolvidos e ao próprio negócio. O formato experimentado até então, possuía diversos pontos a serem mapeados, como: tempo de latência entre o registro de layout de cobrança nos bancos e sua homologação (de até 2 meses); grande esforço operacional da equipe para adaptar e testar as soluções do cliente às necessidades bancárias; alta demanda de atendimento; processo manual, por parte do cliente, que convive com falhas humanas como uma constante; e também da falta de segurança do formato atual.

Solução adotada

A prioridade foi criar uma integração que pudesse automatizar os processos de registro das cobranças (de boletos ou cartão de crédito, por exemplo) diretamente nas APIs dos bancos, eliminando as atuais trocas de arquivos de remessa e retorno que poderiam levar semanas a serem concluídas e diminuindo os esforços dos times. Uma das prioridades era para que o artefato a ser construído, da integração do Sienge Plataforma com as APIs bancárias, deveria ser o mais abrangente possível, para que pudessem ser desenvolvidas integrações a diferentes processos de pagamento e por diferentes redes bancárias, atendendo às necessidades diversas dos clientes da Softplan, da evolução das plataformas bancárias e do próprio Sienge.

A solução construída foi implementada em cima do framework de integrações do Sienge Plataforma, o Connectors, que poupa desenvolvedores do trabalho pesado e os permite dedicar esforços com as regras de negócio. No momento em que o cliente registra uma cobrança, automaticamente um boleto é gerado através de uma comunicação com os sistemas dos bancos e em seguida enviado para o cliente. Um processo dedicado monitora o estado de pagamento dos boletos e notifica os usuários do Sienge sobre o sucesso ou eventuais erros.
Tudo fica transparente para o usuário do Sienge, que apenas vê se a cobrança foi paga ou não, sem precisar se importar com detalhes relacionados a boletos.

Impacto gerado

A integração proporcionou um ganho de produtividade para os clientes do Sienge, reduzindo os esforços nas demandas manuais e operacionais em 80% nas rotinas bancárias de contas a pagar/receber, além do suporte às adequações por parte dos times da Softplan. Para exemplificar, uma destas operações dos clientes consiste em gerar os boletos de forma manual, via internet banking, para poder imprimi-los. E agora, quando uma cobrança é emitida, o boleto fica disponível para impressão em poucos segundos e a baixa ocorre de forma automática, sem qualquer intervenção do cliente. Mais do que isso, as soluções criadas pela Magrathea permitiram que a Softplan tenha autonomia para desenvolver novas integrações nos serviços de pagamentos e recebimentos bancários, impactando em questões como: redução de esforço operacional, redução de atendimento e suporte, eliminação de latências semanais/mensais e melhoria de segurança, intrínsecas à arquitetura adotada. A solução desenvolvida conta com uma alta adaptabilidade que pode ser usada em diversos casos que ainda não foram mapeados, propiciando agilidade em novos processos e rotinas, facilitando que as demandas dos clientes e de adequações às evoluções das plataformas bancárias possam ser desenvolvidas. As ferramentas desenvolvidas pela Softplan e pela Magrathea, impactam de forma indireta, soluções que fazem com que os esforços do time dos clientes da plataforma fossem direcionados para, por exemplo, tarefas de análise, elevando o grau de maturidade da gestão.

quotes

“Com as tecnologias que a Magrathea ajudou a construir, criamos uma série de automatizações que diminuíram 80% do esforço operacional do dia-a-dia de nossos clientes. Conseguimos juntos desenvolver uma solução diferente do mercado. As pessoas devem fazer trabalhos analíticos e de gestão, e foi isso que proporcionamos aos nossos clientes: ajudamos eles a pensar; a fazer gestão de forma analítica. Tem muita coisa para evoluirmos e mudanças acontecendo, mas dos benefícios gerados com a Magrathea, temos só elogios.”

Bruno Amate Schmidt - Softplan

Bruno Amate Schmidt

Product Manager e Software Engineer Softplan

Vamos ser parceiros?

Vamos ser parceiros?

Se você tem um problema para resolver, nós temos as pessoas certas para ajudá-lo a encontrar a melhor solução.